Humm! Quiche de alho-poró com queijo

Ai, como eu amo esta receita! Pense numa massa que faz croc croc na boca e num recheio que parece um mousse salgado! Bom demais!

SAM_3028

Mas já vou logo avisando: esta receita tem um problema sério… Acaba rápido demais!

Quer experimentar? Então, anota aí a receita:

Ingredientes

Massa:

– 2 copos de farinha de trigo;

– 3 colheres de sopa cheias de margarina;

– 3 colheres de sopa de água gelada;

– Sal a gosto.

SAM_3035

Recheio:

– 1 alho-poró picado em rodelinhas;

– 1 dente de alho picadinho;

– ½ cebola picada;

– Óleo ou azeite (quanto baste);

– 1 copo de leite;

– 1 colher de sopa de amido de milho;

– 3 ovos;

– 100 gr de mussarela ralada;

– Sal e temperos a gosto.

Obs: Você pode variar o recheio. No lugar do alho-poró pode usar milho, espinafre, couve flor, brócolis ou o que você quiser. E também pode trocar a mussarela por ricota, se preferir. Eu já fiz com vários recheios diferentes. Sempre fica uma delícia!

Preparo

Massa:

– Derreta a margarina no microondas. A intenção é apenas amolecer a margarina e não esquentá-la. Eu deixo uns 30 segundos;

– Numa tigela coloque a margarina, a farinha de trigo e a água. Misture, amasse, aperte… enfim, faça o que quiser com a massa até que vire uma “bolota” homogênea que não gruda nas mãos. A massa fica meio seca mesmo, é normal, tá?

– Arrume a massa numa forma de alumínio, formando uma fina camada. Cubra todo o fundo e faça uma bordinha nas laterais. Nesta parte dá um desespero, porque parece que a massa não vai dar, mas dá sim! Força e fé!

Obs.: Aqui tem uma coisa chata: não pode deixar furinhos/espacinhos na massa, senão o recheio vaza para o fundo da forma e a massa fica molhada. A bordinha tem que ser um “tantinho” alta, para o recheio não “escapar”. A forma não precisa ser untada. Uso uma forma de 30X20 centímetros.

Recheio:

– Aqueça um pouco de óleo e refogue o alho, a cebola e o alho-poró. Quando o alho-poró estiver macio acrescente o leite e o amido de milho (misturados previamente, quando ainda estiverem frios). Desligue o fogo assim que a mistura estiver cremosa;

– Acrescente o sal, a mussarela e os ovos. Misture bem. (Com o fogo apagado).

Finalização:

– Despeje o recheio em cima da massa e leve ao forno pré-aquecido até dourar a massa e o recheio. Para saber se está bom dê uma espetadinha na massa, ela deve estar bem crocante, aí está pronto.

SAM_3030

Bom proveito!

Se fizer me conta  o que achou, tá?

Ná Blézins

Bronde Hair – Pra quem não sabe se quer cabelos castanhos ou loiros

Tá pensando em mudar a cor dos cabelos neste verão, mas tem medo de mudar demais e não gostar? Então, que tal tentar o Bronde Hair?

Ah, não conhece a técnica?

O Bronde Hair, termo formado pela junção das palavras brown (marrom) e blond (loiro), é uma nova tendência em coloração capilar. Na prática o cabeleireiro utiliza como base um tom de castanho ou loiro escuro e depois faz luzes em tons mais claros, dando uma iluminada, mas sem destoar muito da base. Se você já tem uma base boa pra fazer a técnica, não é necessário colorir.

A intenção é que a base não fuja muito do tom natural dos cabelos, o que facilita a vida das mulheres, que não dependem de retoques tão freqüentes.

É sempre bom lembrar que os cuidados capilares, como as hidratações, são bem vindos pra manter os cabelos saudáveis e bonitos após o procedimento.

O Bronde Hair se diferencia do Ombré Hair e das Luzes Californianas porque o contraste entre a raiz e as pontas é mais sutil.

A técnica apresenta duas variações: O Bronde Tartaruga, que usa tons do mel ao dourado (primeira imagem abaixo) e o Baby Bronde, que usa o loiro claro como base (segunda imagem abaixo).

E aí? Você se arriscaria no Bronde Hair? Eu gostei bastante e quero saber a sua opinião, tá?

Ná Blézins

Coisas que você (provavelmente) não faz hoje e que terá que fazer ao morar em sua própria casa.

Quando saímos da casa dos nossos pais, seja para morar sozinho, para casar ou para estudar fora, entramos numa nova fase da vida. E esta nova fase é cheia de novidades, algumas bem legais e outras nem tanto. Você não terá mais que ouvir as reclamações da sua mãe em relação a sua bagunça e desorganização. Mas em compensação descobrirá que ela sempre teve razão ao reclamar. Basicamente você terá que ser sua própria mãe! É isso mesmo. Você passará a cobrar de si mesma uma porção de coisas: limpar da casa, acordar no horário certo, se alimentar direito, se organizar financeiramente, cuidar da saúde, entre outras coisas.

O objetivo deste post não é desanimar ninguém, muito menos fazer alguém desistir de ir morar sozinho ou de se casar. O objetivo é ajudar na preparação e no planejamento para esta nova fase. Pra você não levar um susto quando estas coisas acontecerem, ok?

Explicadas estas coisas, vamos ao que interessa.

Ao morar em sua própria casa você terá que:

poupareenriquecer.com.br
Imagem: poupareenriquecer.com.br

1 – Fazer compras! Sei que esta tarefa parece fácil, mas acredite: ir ao mercado, padaria, feira, farmácia não é tão simples quanto parece. Pode ser bem chato ter que fazer listinha, pesquisar preços, procurar vaga pra estacionar, enfrentar filas de caixa. Estas coisas gastam tempo e paciência. Você pode se pegar pensando: eu poderia estar fazendo as unhas ou hidratando o meu cabelo.

www.bonde.com.br
Imagem: http://www.bonde.com.br

2 – Limpar sua própria sujeira, arrumar sua bagunça, lavar suas roupas e preparar sua comida (ou pagar alguém para fazer isto)! Eu faço parte da primeira turma, a que limpa, não a que paga. O motivo? Simplesmente financeiro! Quando você tiver que fazer todas estas coisas, certamente deixará de pensar em sua mãe como uma pessoa “reclamona” e passará a considerá-la uma super-heroína.

www.vilamulher.com.br
Imagem: http://www.vilamulher.com.br

3 – Pagar suas próprias contas. Só tem um detalhe: talvez você considere que suas contas sejam somente suas compras de roupas, maquiagens, acessórios… Mas não se esqueça de que quando você vai morar sozinha as contas de água, luz, internet, gás, telefone, mercado, farmácia, transporte, também serão suas. Ô parte chata da história! Não é mesmo? E desculpem a minha sinceridade, mas estas coisas não custam pouco. E pra piorar um pouquinho, dependendo do estilo de vida que você pretende levar, ainda haverá mais contas pra pagar, como: aluguel, faxineira, TV a cabo, condomínio, IPVA, IPTU… e por aí vai.

www.petmag.com.br
Imagem: http://www.petmag.com.br

4 – Cuidar dos seus bichinhos (se você tiver). Talvez você esteja pensando: mas eu sempre cuidei dos meus bichos. Acontece que quando somos os únicos e exclusivos responsáveis por eles, as coisas mudam. Sabe por quê? Porque cuidar não será mais só dar carinho e brincar. Você terá que alimentá-los, dar banho, trocar a água, levar pra passear, limpar cocôs (eca!)… Isso tudo sem se esquecer do carinho e brincadeiras. Ah! E lembre-se que bichinhos precisam tomar vacinas, ir ao veterinário, ser vermifugados, tosar… e todos estes gastos também serão seus.

mdemulher.abril.com.br
Imagem: mdemulher.abril.com.br

5 – Administrar muito bem o seu tempo. Pode ser bem difícil conciliar todas as atividades do dia a dia. Talvez você tenha que trabalhar, cozinhar, limpar, cuidar dos bichos, fazer atividade física, estudar… E é preciso muito jogo de cintura pra cumprir tudo isso sem esquecer das coisas que mais importam. Um conselho: não se esqueça de dedicar tempo a Deus, a você mesma, as pessoas (e bichinhos) que você ama e àqueles que precisam da sua ajuda.

Ufa! São muitas as coisas que aprendemos quando decidimos ser independentes! Mas, não pense que só há coisas negativas nesta nova fase, viu? Também há muitas coisas boas. Sabe por que eu gosto de ter minha própria casa, apesar de todos os perrengues citados acima? Eu gosto de privacidade e sou uma pessoa controladora, então gosto das coisas do meu jeito. E não poderia usufruir disso se não morasse em minha própria casa, né?

E vocês? Quero saber se são casadas, moram sozinhas, em repúblicas ou com seus pais. Me contem seus aprendizados também, tá?

Ná Blézins

Sempre tem na minha bolsa

Eu sou o tipo de pessoa prevenida (e fresca, diga-se de passagem). Então sempre carrego comigo uma infinidade de coisas. Sei que ao lerem a lista de coisas básicas que levo na bolsa vocês podem achar exagero e é. Mas gente, é incrível, se eu deixo de levar algum item é  certo que precisarei dele. Isso sempre acontece comigo!

Vamos conferir os itens que levo na bolsa?SAM_2939

1 – Protetor solar facial: Às vezes (mentira: sempre!) saio de casa na maior correria, então levo o protetor solar comigo. Assim, passo ele logo que chego ao trabalho, que é bem pertinho de casa, então praticamente nem me exponho ao sol antes de chegar. E quando vou a outros lugares, se eu sair sem protetor, passo ele no carro, enquanto o marido dirige. Olha só, eu sei que o ideal é passar o protetor uns 30 minutos antes de sair, mas antes tarde do que nunca, né?

2 – Hidratante labial: Eu me sinto a pessoa com os lábios mais ressecados da face da Terra! (Herança de papai). Sério, meus lábios são muito ressecados e não posso, em hipótese alguma, sair de casa sem um hidratante labial. Se isso acontece, quando me dou conta, fico APAVORADA. Mesmo! Muito! Também gosto de ter sempre comigo um batonzinho ou balm labial com cor!

3 – Hidratante para as mãos: Não sei se isso acontece com vocês, mas tem dias que as minhas mãos começam até a descascar de tão ressecadas! Acho que é devido aos trabalhos domésticos mesmo. Então, sempre preciso ter um hidratante para as mãos ou para o corpo comigo. Porque mãos descascando me dão uma aflição danada!

4 – Óleo finalizador para cabelos: Gente, vou contar um segredo: sofro com o Bad Hair Day (Dia do Cabelo Ruim … ou péssimo, no meu caso) toda vez que lavo os cabelos! Sério, meu cabelo nunca fica bom logo após lavar e secar. Ele fica muito volumoso e desalinhado, cheio de frizz.  Acho que ele precisa de um tempo pra voltar a “ser gente” após a lavagem. Então, sempre tenho um “ólhinho” comigo, pra ajudar a dar uma disfarçada “na coisa”. Uso assim que o cabelo seca.

5 – Lacinhos e presilhas para cabelo: Pra usar quando o cabelo atrapalha na realização de alguma atividade.

6 – Fio dental: Quem aí perde o juízo quando algo fica preso no vão do dente? Eeeu!

7 – Band-aid ou esparadrapo: Sabe quando o sapato pega no pé? Então… isso sempre acontece comigo! Principalmente quando uso sapatilhas novas. No meu caso, geralmente o problema acontece no calcanhar. Aí eu cansei de sofrer e carrego este item mágico, que muda a vida de quem tá com vontade de arrancar o sapato, rodar a baiana de raiva e voltar pra casa descalça.

8 – Pastilhas para garganta: Porque minha garganta sempre fica irritada.SAM_2941

9 – Papel e caneta: A gente sempre precisa anotar algo, né? Ou, porque se eu tiver uma idéia… é bom ter onde escrevê-la.

10 – Espelhinho: Pra conferir a situação da pessoa de vez em quando.

11 – Pente: Pra dar uma “descoisada” no cabelo quando a situação está complicada!

12 – Pinça: Pra aproveitar o tempo e tirar os fios extras da sobrancelha, quando tenho que esperar o marido no carro.

13 – Lixa de unha: Porque unha lascada enlouquece a gente! Não é não?

14 – Alicate de unha: Porque cutícula espetada irrita que só!

15 – Remedinhos: Fala a Maria das Dores! Gosto de sempre ter na bolsa remedinhos pra dor de cabeça, enjôo e cólicas. Porque nunca se sabe, né?  E dor não avisa antecipadamente.

E aí gente? Assustei vocês? São coisas demais? Se for podem falar! Também quero saber quais são os itens básicos de vocês, viu? Me contem nos comentários, tá?

Ná Blézins

Resenha: Trufas La Creme – Cacau Show

SAM_2891Eu confesso: Amo chocolate!

Dia desses, passeando no shopping (da cidade vizinha né, porque na minha não tem, haha) entrei numa loja Cacau Show pra escolher uns chocolatinhos. Como eu adoro novidades, resolvi experimentar as trufas La Creme, que eu ainda não conhecia. E olha: eu amei elas! O mais interessante é que o sabor que mais gostei foi justamente o que eu achei que gostaria menos: Trufa La Creme Kids Leite! Mas eu gostei de todas que provei, viu?SAM_2904

Os sabores que experimentei:

– Milk-shake de morango (kids);

– Milk-shake de chocolate (kids);

– Tradicional;

– Baunilha;

– Leite (kids) – O sabor que mais gostei!

SAM_2899A minha opinião: As trufas La Creme realmente são diferentes das demais. São mais cremosas, derretem na boca e tem um sabor suave delicioso. É como se ela fosse mais delicada que as comuns, sabe? Mas sem deixar nada a desejar no sabor. Gostei mais das trufas La Creme do que das tradicionais da Cacau Show. Super recomendo a “experimentação”.

O preço: Custam R$ 1,25 cada. Comprei numa promoção de 5 unidades por R$ 5,00. São menores que as tradicionais, têm 13,5 g cada uma.

E você? Já experimentou? Gostou tanto quanto eu? Me conta, tá?

A Saga dos Cabelos Longos – O que mudou no meu cabelo desde o início da saga e como ele está hoje (Novembro 2015)

Já faz pouco mais de um ano e um mês que eu estou deixando o meu cabelo crescer. Quando eu comecei a Saga dos Cabelos Longos cuidava do meu cabelo de uma forma bem básica. Lavava usando shampoo e condicionador e fazia uma hidratação rápida de vez em quando, em casa mesmo. Secava os fios com secador, sem uso de protetores térmicos. Como finalizador usava algum tipo de óleo próprio para isso.

SAM_2975

Algo em torno de uns três meses depois que eu decidi deixar o cabelo crescer a situação do meu cabelo começou a ficar difícil. Estava ressecado, desalinhado, sem brilho, com frizz, pontas duplas e fiozinhos novos nascendo. Aí eu meio que me desesperei, queria cortar, mas se eu fizesse isto meu objetivo iria por ralo abaixo. Corto ou não corto? Era a questão.

Não cortei, ao invés disto tive a brilhante idéia de recorrer ao Google atrás de dicas para cuidar melhor do meu cabelo. Foi assim que conheci o Mundo dos Blogs! E olha, as dicas que encontrei neles me ajudaram muito. Gente, neste ponto preciso dar uma pausa e dizer uma coisa: Obrigada Jú Lopes (do blog Juro Valendo). A Jú é uma linda que tem um blog mara com muitas dicas salvadoras de cabelos, eu sempre estou por lá.

Graças às dicas que encontrei nos blogs da vida, aprendi a cuidar muito melhor dos meus fios. Entendi a diferença e a necessidade de fazer não só a hidratação, mas também a nutrição e a reconstrução, comecei a usar protetor térmico ao secar os fios com secador e aprendi a lavar o cabelo com mais eficiência.

Hoje posso dizer que meu cabelo já melhorou em vários aspectos. As mudanças foram gradativas e lentas, mas aconteceram e é isso que importa. Hoje ele está mais ou menos assim:SAM_2988

– O frizz… é um tormento na minha vida! Ainda luto bravamente contra ele;

– Os fiozinhos novos nascendo (também chamados de baby hair), ainda estão em fase de crescimento e me chateiam muito, porque tem dias que eles estão terríveis;

– As pontas duplas estão aqui comigo, mas dá pra disfarçar bem;SAM_2983

– O ressecamento diminuiu bastante;

– Sobre o brilho posso dizer que estou bem contente, porque parece que ele tinha ido viajar pra bem longe e que agora voltou pra mim!

– Meu cabelo também está mais alinhado, comportado e suave ao toque (apesar de ainda haver dias em que ele está rebelde e teimoso);

– Quanto ao comprimento, o meu cabelo está com 73 cm, medido desde onde começam a nascer os fios, logo acima da testa até as pontinhas. Sendo que o meu desejo é deixá-lo crescer até cerca de 83 cm, para então cortá-lo e doá-lo.

Obs: Não tinha, e continuo não tendo, química nos fios.

Olha só, se eu não tivesse mudado os meus hábitos capilares, certamente já teria desistido da saga. Porque se com poucos meses de crescimento meus fios já estavam gritando por socorro, imaginem como estariam agora, após um ano e um mês de crescimento, com apenas um corte.

Enfim, posso dizer que estou contente com as mudanças positivas e que pretendo continuar cuidando dos meus fios, mesmo após eu cortá-los e doá-los. E você? Como tem cuidado dos seus cabelos? Está contente com eles? Não deixe de me contar!