O que é um Armário Cápsula?

Já ouviu falar em armário cápsula?

mundoconectado.net
Imagem: mundoconectado.net

O armário cápsula é um conceito de guarda-roupa reduzido, para pessoas que, como eu, estão tentando ter uma vida mais simples e ao mesmo tempo querem conhecer melhor a si mesmas, definindo o seu estilo pessoal.

Para montar o seu armário cápsula você precisa definir um número X de peças que terá no seu guarda-roupa durante toda uma estação. Por exemplo: Você escolhe 40 peças de roupas para usar durante todo o inverno. As demais roupas que você possui ficarão guardadas em outras partes do armário ou em malas. Quando mudar a estação, você seleciona outras 40 peças, podendo repetir ou não peças que você usou na estação anterior.

Antes de dar início a este projeto é bom fazer um limpa no seu armário e já doar ou vender aquilo que você realmente não usa nem pretende usar.

Algumas pessoas montam um armário com 36 peças, outras com 40. Não há uma regra específica, você tem uma rotina que é só sua, então ninguém melhor do que você para definir um número que supra as suas necessidades. Mas tem que tem bom senso, porque venhamos e convenhamos que um armário com 500 peças para cada estação não pode ser chamado de cápsula. A intenção aqui é ter um armário reduzido.

Mas para que serve o Armário Cápsula?

Ele provavelmente ajudará você a perceber que não precisa de todas as roupas que achava que precisava. Porque no fim das contas acabamos usando sempre as mesmas roupas, enquanto que, ao mesmo tempo, temos um montão de coisas que só ocupam espaço e nos atrapalham na hora de nos vestirmos, só confundem a nossa cabeça.

Ele também pode te ajudar a definir melhor o seu estilo pessoal, já que você vai visualizar melhor o tipo de roupa que gosta de verdade, porque como você tem um número limitado de peças para escolher, só escolherá coisas que gosta mesmo de vestir.

Ele pode, ainda, ajudar a estimular a sua criatividade na hora de se vestir, já que você terá que variar bastante nas combinações, para não vestir a mesma coisa todos os dias.

Gostou da proposta? Você pode ler mais sobre Armário Cápsula num blog bem legal chamado Teoria Criativa. Lá, a Gabi já testou este conceito na prática e tem várias experiências pra dividir com a gente! Vê só:

http://www.teoriacriativa.com/category/estilo/armario-capsula/

Você já tentou montar um armário cápsula? Conta a sua experiência!

Por que doar cabelo?

www.mulher.com.br
Imagem: http://www.mulher.com.br

Pra quem ainda não sabe, eu estou deixando meu cabelo crescer para doá-lo. Mas, porque doar cabelo mesmo? Quando doamos nossos cabelos, eles são usados para fazer perucas para crianças ou mulheres que estão em tratamento contra o câncer. Muitas vezes a auto estima destas pessoas pode estar abalada, pois além de já estarem vivendo um momento difícil de suas vidas, ainda tem de lidar com uma mudança muita brusca em sua aparência devido a perda dos cabelos.

Quando isso acontece com as crianças pode ser ainda mais difícil, pois muitas vezes elas tem de conviver com outras crianças que não estão preparadas para vê-las assim sem demonstrar surpresa. E vocês sabem, né? Crianças dizem o que pensam! E quando vêem outra criança sem cabelos a primeira coisa que vão fazer é algum comentário ou questionamento sobre isto.

É por isso, para ajudar a resgatar a auto-estima de pessoas que estão passando por um momento delicado em suas vidas, que algumas ONGs se dedicam a receber doações de cabelos e fabricar perucas para doar.

Tá, já sabemos pra que serve, mas como doar então? Pesquise uma ONG de confiança perto de você que se dedique a este trabalho. Aí você vê quais são os regulamentos desta ONG em específico. Mas, no geral funciona mais ou menos assim:

Quando decidir cortar o cabelo, vá ao cabeleireiro e avise que você vai doar os fios. Aí ele deve amarrar mechas do cabelo e cortar com os fios ainda secos. O comprimento deve ser de pelo menos 10 cm (ou 15 dependendo da ONG). Então, você coloca as mechas, que já estão amarradinhas para os fios não ficarem soltando, num saquinho plástico, embala e envia para a ONG. Simples, fácil e indolor!

O meu cabelo já tem comprimento suficiente pra eu doar há um bom tempo, só que no meu caso, especificamente, eu quis me dedicar a isto, pra doar bastante cabelo. Mas você não precisa necessariamente deixar o cabelo crescer, com 10 ou 15 cm já dá pra doar.

Quando eu comecei a minha saga pra deixar os cabelos crescerem eu pretendia doar os cabelos ao menos uma vez na vida. Mas sabiam que já ganhei dois cabelos para doar? Fiquei muito feliz em influenciar outras pessoas a ajudarem também.

Ah! Vale lembrar, que as ONGs também aceitam e precisam de outros tipos de doações além de cabelos, porque não se faz uma peruca só com cabelos, também são necessárias outras coisas. Então, também tem outras maneiras de ajudar, é só pesquisar.

E gente, vamos combinar? Porque não fazer o bem quando a gente pode? Vamos ajudar?

O programa que me fez decidir doar é este aqui ó (são três blocos):

Aqui você pode conhecer a ONG para a qual eu pretendo doar, a Rapunzel Solidária:

https://www.facebook.com/rapunzelsolidaria

A ONG Cabelegria (a que aparece nos vídeos) não está recebendo cabelos porque estava recebendo muito mais cabelo do que sua capacidade produtiva podia suportar, então ela indica que as doações sejam direcionadas para o ONG que citei aqui em cima.

Diário de desfazimentos e de compras – Maio 2016

DSC_0455
Esmaltes e coisinhas de unhas das quais me desfiz

Desfazimentos:

– 1 frigideira pequena antiaderente. O revestimento antiaderente não estava funcionando mais, então resolvi substituir este item;
– 1 tapete de crochê;
– 6 cintos;
– Várias tampas sem pote;
– Alguns potes;
– 1 rodinho de pia;
– 2 bolsas;
– Vários esmaltes e coisas para fazer as unhas;
– Calçados: 1 par de chinelos arrebentados (que arrebentaram recentemente, não tavam guardados não), 5 pares de sapatilhas, 1 par de tênis, 3 pares de sapatos de salto e 1 par de sandálias;
– Roupas: 1 vestido, 14 blusinhas, 3 blusas, 4 shorts-saia, 2 camisas, 2 jaquetas, 7 calças, algumas lingeries e 1 par de meias;
– Maquiagens: 1 quarteto de sombras, 1 dueto de sombras, 1 máscara de cílios vencida, 1 pó, 1 base, 2 corretivos, 1 sombra mousse, 1 batom. Eu tenho a mania de comprar coisas que não dão certo na minha pele e deixar guardado ao invés de me desfazer logo, sabe? Mas pretendo parar com isso já!

Compras:

– 1 assadeira de vidro pequena. Fazia tempo que precisava de uma, porque meu marido quebrou a que eu tinha há meses atrás (ele disse que foi sem querer, ham!);
– 1 frigideira antiaderente pequena. Pra substituir aquela que escrevi ali em cima;
– 1 expremedor de batatas;
– 1 fruteira;
– 1 mini processador. O marido que comprou, mas eu estava querendo mesmo, porque picar bastante cebola na faca é cruel!
– 1 rodinho de pia (pra substituir o que foi jogado);
– 1 escova para fazer escova (porque eu ainda não tinha uma dessas);
– 1 corretivo facial;
– 1 lápis para esfumar olhos;
– 1 par de luvas;
– 1 blazer;
– 1 cardigan;
– 1 par de meias 3/4 (das quentinhas, não das finas);
– 1 calça de moletom. Já me arrependi desta compra, porque a calça encolheu na primeira lavagem e ficou curta. Mas foi culpa minha mesmo, eu já devia imaginar que isso aconteceria;
– 1 arquinho;
– 1 pacotinho de elásticos de silicone para o cabelo;
– 1 filme em DVD (usado).

Ai, gente! Ao ler esta lista de compras eu meio que me assustei. Achei que comprei demais, mesmo sabendo que eram coisas necessárias. Creio que poderia ter maneirado um pouquinho e deixado algumas coisas pra comprar nos próximos meses. Mas tudo bem, vou tentar me segurar em Junho!

Em compensação, fiquei muito feliz por me desfazer de um montão de coisas. Parabéns pra mim! Êêê!

Resultado: Uma meta por semana – Maio 2016

Se você quiser saber porque eu comecei este desafio veja aqui: https://eunaosoutodomundo.wordpress.com/2016/03/27/uma-meta-por-semana/

Semana 1: Organizei minha caixinha de esmaltes, arrumei a gaveta de fios do meu quarto (odeio fios embramados. Aff!) e separei roupas para doar;

DSC_0450
Antes
DSC_0452
Depois

Semana 2: Lavei roupas para doar (e doei) e separei itens de maquiagem e cintos para me desfazer (e me desfiz);

Semana 3: Comecei um destralhe na cozinha (apesar de eu não ter um grande acúmulo de coisas neste cômodo) e fiz um destralhe nos sapatos do marido (foram-se 3 pares de tênis e um par de chinelos velhos);

Semana 4: Consertei duas peças de roupa.

Fiquei satisfeita com os resultados do desafio no mês de maio, pouco a pouco as tarefas acumuladas estão diminuindo.

Ná Blezins