A Saga dos Cabelos Longos acabou!

Então, numa tarde de quinta feira (mais precisamente dia 07/07/2016) fui eu até a cabeleireira e… cortei meu cabelo! Finalmente! Aí, já aproveitei e fiz um sombré hair, que são umas luzes muito suaves, que não encostam na raiz.

Foram aproximadamente um ano e dez meses deixando o meu cabelo crescer para doá-lo. Não foi fácil, porque cuidar de cabelos compridos exige paciência e dedicação, mas valeu muito a pena. É indescritível a sensação que tive ao ver o meu cabelo cortado, com cerca de 44 cm, amarradinho e pronto pra levar alegria a alguém!

Se quiser saber porque comecei esta saga, clique aqui: https://eunaosoutodomundo.wordpress.com/2015/10/13/a-saga-dos-cabelos-longos-como-tudo-comecou/

A intenção era doá-lo para uma dessas ongs que fazem perucas para pessoas que lutam contra o câncer, só que eu recebi um pedido muito especial e não pude negar. Quando fui até a cabeleireira para combinar o corte e disse que iria doá-lo a cabeleireira me perguntou se eu poderia doá-lo para uma moça que teve câncer, mas que já encerrou as sessões de quimioterapia e seu cabelo está começando a crescer e ela quer colocar um aplique nos cabelos. E eu disse que sim!

Fiquei muito feliz em saber que meus cabelos ajudarão alguém. A minha sensação não poderia ser outra: Missão cumprida!

Se você também quiser doar o seu cabelo, leia este post aqui: https://eunaosoutodomundo.wordpress.com/2016/06/19/por-que-doar-cabelo/

Por que doar cabelo?

www.mulher.com.br
Imagem: http://www.mulher.com.br

Pra quem ainda não sabe, eu estou deixando meu cabelo crescer para doá-lo. Mas, porque doar cabelo mesmo? Quando doamos nossos cabelos, eles são usados para fazer perucas para crianças ou mulheres que estão em tratamento contra o câncer. Muitas vezes a auto estima destas pessoas pode estar abalada, pois além de já estarem vivendo um momento difícil de suas vidas, ainda tem de lidar com uma mudança muita brusca em sua aparência devido a perda dos cabelos.

Quando isso acontece com as crianças pode ser ainda mais difícil, pois muitas vezes elas tem de conviver com outras crianças que não estão preparadas para vê-las assim sem demonstrar surpresa. E vocês sabem, né? Crianças dizem o que pensam! E quando vêem outra criança sem cabelos a primeira coisa que vão fazer é algum comentário ou questionamento sobre isto.

É por isso, para ajudar a resgatar a auto-estima de pessoas que estão passando por um momento delicado em suas vidas, que algumas ONGs se dedicam a receber doações de cabelos e fabricar perucas para doar.

Tá, já sabemos pra que serve, mas como doar então? Pesquise uma ONG de confiança perto de você que se dedique a este trabalho. Aí você vê quais são os regulamentos desta ONG em específico. Mas, no geral funciona mais ou menos assim:

Quando decidir cortar o cabelo, vá ao cabeleireiro e avise que você vai doar os fios. Aí ele deve amarrar mechas do cabelo e cortar com os fios ainda secos. O comprimento deve ser de pelo menos 10 cm (ou 15 dependendo da ONG). Então, você coloca as mechas, que já estão amarradinhas para os fios não ficarem soltando, num saquinho plástico, embala e envia para a ONG. Simples, fácil e indolor!

O meu cabelo já tem comprimento suficiente pra eu doar há um bom tempo, só que no meu caso, especificamente, eu quis me dedicar a isto, pra doar bastante cabelo. Mas você não precisa necessariamente deixar o cabelo crescer, com 10 ou 15 cm já dá pra doar.

Quando eu comecei a minha saga pra deixar os cabelos crescerem eu pretendia doar os cabelos ao menos uma vez na vida. Mas sabiam que já ganhei dois cabelos para doar? Fiquei muito feliz em influenciar outras pessoas a ajudarem também.

Ah! Vale lembrar, que as ONGs também aceitam e precisam de outros tipos de doações além de cabelos, porque não se faz uma peruca só com cabelos, também são necessárias outras coisas. Então, também tem outras maneiras de ajudar, é só pesquisar.

E gente, vamos combinar? Porque não fazer o bem quando a gente pode? Vamos ajudar?

O programa que me fez decidir doar é este aqui ó (são três blocos):

Aqui você pode conhecer a ONG para a qual eu pretendo doar, a Rapunzel Solidária:

https://www.facebook.com/rapunzelsolidaria

A ONG Cabelegria (a que aparece nos vídeos) não está recebendo cabelos porque estava recebendo muito mais cabelo do que sua capacidade produtiva podia suportar, então ela indica que as doações sejam direcionadas para o ONG que citei aqui em cima.

Corte de cabelo bordado – Adeus pontas duplas!

Nominho esquisito né? Mas é isso mesmo: corte bordado!

Não sei se vocês já repararam, mas quando vamos ao salão e cortamos só as pontinhas, porque estamos deixando o cabelo crescer, continuamos com muitas pontas duplas. Isso porque o cabelo cresce de maneira irregular e muitas vezes temos pontas duplas em todo o comprimento e não apenas nas pontas de fato.

É aí que entra o corte de cabelo bordado, que retira somente as pontas duplas e ressecadas, sem reduzir o comprimento.

www.torriton.com.br
Imagem: www.torriton.com.br

Ele pode ser feito em salão, onde se utiliza um aparelho chamado Split Ender, ou pode ser feito em casa mesmo, como você pode aprender logo abaixo, seguindo o passo a passo:

Método 1:
1 – Penteie o cabelo;
2 – Separe uma pequena mecha e torça-a;
3 – Observe os cabelinhos que ficam arrepiados para fora da mecha e corte as pontinhas duplas e as mais ressecadas. Repita o processo em todo o cabelo.

DSC_0445.JPG

Método 2:
1 – Penteie o cabelo;
2 – Separe uma pequena mecha e envolva-a entre os dedos;
3 – Observe as pontas que ficam arrepiadas para fora da mecha e corte as pontas duplas e as mais ressecadas. Repita o processo em todo o cabelo.

DSC_0447.JPG
Se você estiver com muitas pontas duplas o resultado será surpreendente! O cabelo fica mais alinhado, porque os arrepiados diminuem, sem contar que também fica mais macio, devido a retirada das pontas mais ressecadas e ásperas. Faço no meu cabelo sempre que sinto necessidade e acho ótimo!

A Júlia Doorman, do blog http://cabelosderainha.com.br/ ensina este corte em vídeo, de maneira bem explicadinha, para ver é só clicar aqui: https://www.youtube.com/watch?v=3onUe7E1lf8

Já conheciam o método? O que acharam dele? Se experimentarem me contem, tá?

Ná Blézins

A Saga dos Cabelos Longos – Como está o meu cabelo hoje (Abril 2016)

Já se passaram um ano e sete meses desde que comecei a minha saga para ter cabelos longos. E eu continuo aqui, cuidando dele.

Se você quiser saber porque eu comecei a minha saga clique aqui: https://eunaosoutodomundo.wordpress.com/2015/10/13/a-saga-dos-cabelos-longos-como-tudo-comecou/

Hoje meu cabelo está com 80 centímetros , cresceu 7 centímetros em cinco meses, e eu estou DESESPERADA para cortá-lo, porque dá trabalho para lavar e secar, porque fica pesado quando está molhado, porque piora a sensação de calor e porque eu já enjoei dele comprido mesmo! Acontece que eu acho que ainda não chegou a hora de cortá-lo e doá-lo. Olha só, eu sei que as ongs aceitam cabelos a partir de dez centímetros, só que já que eu me propus a deixar o cabelo crescer especificamente para isso, quero doar um cabelão!

DSC_0433.JPG
Agora quanto as demais características o meu cabelo está assim:

Frizz: O frizz ainda é bem presente, principalmente mais próximo a raiz, pois ainda tenho muitos fiozinhos novos crescendo. Já no comprimento a coisa está muito melhor. Poucos meses após eu começar a saga a situação estava feia neste aspecto, foi aí que eu comecei a cuidar dos meus fios de fato e hoje é com muita alegria que eu digo que o meu frizz diminuiu muito! (Pelo menos no comprimento).

Ressecamento: Não posso dizer que há zero ressecamento, ma está algo leve, bem aceitável.

Maciez: Meu cabelo não é mesmo muito macio. Tem dias que ele até está gostosinho, mas no geral não é do tipo que se diga “nossa que delícia de cabelo”. Mas fazer o que, né? Pelo menos está bem melhor do que antes de eu cuidar direito dele.

Brilho: Estou bem contente neste ponto. Depois que comecei a cuidar melhor do meu cabelo, o brilho voltou e continua firme e forte!

Estou muito feliz de ter tomado a decisão de cuidar melhor do meu cabelo e ter continuado a saga. Sinto que o grande dia (aquele em que vou passar a tesoura) se aproxima! (Ansiooosa!!!)

Nas fotos abaixo você pode ver a (sutil) diferença:

Novembro 2015 X Abril 2016

Neste link aqui você pode ver como estava meu cabelo cinco meses atrás:

https://eunaosoutodomundo.wordpress.com/2015/11/02/a-saga-dos-cabelos-longos-o-que-mudou-no-meu-cabelo-desde-o-inicio-da-saga-e-como-ele-esta-hoje/

E neste você pode ver o que eu acho sobre cortar o cabelo a cada três meses:
https://eunaosoutodomundo.wordpress.com/2015/12/04/opinando-e-preciso-mesmo-cortar-o-cabelo-a-cada-tres-meses/

Aqui você pode ver quais são os cuidados que tenho com meu cabelo:
https://eunaosoutodomundo.wordpress.com/?s=cuidados+que+tenho+com+meu+cabelo

E vocês meninas, como andam suas madeixas?

Ná Blézins

 

Opinando: É preciso mesmo cortar o cabelo a cada três meses?

O corte de cabelo, que é uma coisa tão simples pra alguns, pode se tornar um dilema pra quem está deixando o cabelo crescer. Isso porque pra quem quer cabelos longos qualquer centímetro faz diferença. Não é mesmo, meninas em processo de crescimento capilar?

www.institutodiplomata.com.br

Imagem: www.institutodiplomata.com.br

Sempre ouvimos por aí duas idéias em relação a este tema. Tem gente que acredita que é mesmo necessário cortar o cabelo a cada três meses pra que ele cresça rápido. Enquanto que um outro grupo de pessoas pensa que isso não tem nada a ver e que pode ficar quanto tempo quiser sem cortar os cabelos que isto não vai interferir no seu crescimento.

Querem saber o que eu penso sobre isto? Então, deixa eu esclarecer, antes de mais nada, que este post é sobre algo que eu acho, de acordo com minhas experiências pessoais. Eu não sou nenhuma especialista em assuntos capilares, então este é um post de “achismo” mesmo.

Faz um ano e dois meses que estou deixando o meu cabelo crescer e neste período todo só cortei uma única vez (excluindo o corte que fiz logo antes de iniciar a saga). Se você faz parte do primeiro grupo, aquele que acredita ser necessário cortar a cada três meses, deve estar com “siricuticos” neste momento, ao ler que só cortei uma vez neste tempo todo. Mas eu explico: eu acredito que não existe um período certo pra cortar os cabelos. Não acredito que três meses seja o tempo de pausa ideal entre os cortes. No entanto, também acho que não é prudente deixar de cortar os cabelos quando isso se faz necessário.

Os problemas que vejo na teoria 1 (a de cortar a cada três meses): Os cabelos crescem a partir da raiz, então não dá pra acelerar o crescimento cortando as pontas. Entende? E se cortamos mais que o necessário nunca veremos crescimento. Pois, neste caso você está “tacando” a tesoura em todo o crescimento que conseguiu em três meses. Para obter um crescimento satisfatório acredito mais numa boa alimentação e em cuidar da saúde do couro cabeludo e dos fios do que em cortar em períodos específicos.

Os problemas que vejo na teoria 2 (a de que cabelo não precisa de cortes regulares): Da mesma maneira que não acredito que haja um tempo de pausa ideal entre os cortes, também não acho que podemos deixar de cortar quando o cabelo necessita disso. Quando demoramos mais do que devemos as pontas ficam muito ressecadas e surgem pontas duplas. Aí o cabelo quebra e embora ele esteja crescendo, você não consegue notar, porque o crescimento que você ganha na raiz você perde nas pontas que estão se quebrando.

Mas o que fazer então?

Dica 1: Cuide dos seus fios. Faça hidratações, nutrições e reconstruções. Tudo de acordo com as necessidades específicas do seu cabelo. Quanto mais cuidado ele for, mais vai demorar pra ele precisar de corte.

Dica 2: Conheça o seu cabelo, olhe e toque nele. Veja como estão as pontas. Então se pergunte: tá precisando cortar? Pode ser que você perceba que ele está gritando por tesoura e neste caso recomendo que você faça logo o que precisa ser feito: tesoura nele! Mas, pode ser que você perceba pontas muito saudáveis, que não precisarão de corte tão cedo. Aí é só continuar cuidando dele e deixar pra cortar quando perceber que ele está precisando ou quando quiser mudar o visual.

E você, o que acha a respeito da pausa entre um corte e outro? Quero saber a sua opinião!

Ná Blézins

A Saga dos Cabelos Longos – O que mudou no meu cabelo desde o início da saga e como ele está hoje (Novembro 2015)

Já faz pouco mais de um ano e um mês que eu estou deixando o meu cabelo crescer. Quando eu comecei a Saga dos Cabelos Longos cuidava do meu cabelo de uma forma bem básica. Lavava usando shampoo e condicionador e fazia uma hidratação rápida de vez em quando, em casa mesmo. Secava os fios com secador, sem uso de protetores térmicos. Como finalizador usava algum tipo de óleo próprio para isso.

SAM_2975

Algo em torno de uns três meses depois que eu decidi deixar o cabelo crescer a situação do meu cabelo começou a ficar difícil. Estava ressecado, desalinhado, sem brilho, com frizz, pontas duplas e fiozinhos novos nascendo. Aí eu meio que me desesperei, queria cortar, mas se eu fizesse isto meu objetivo iria por ralo abaixo. Corto ou não corto? Era a questão.

Não cortei, ao invés disto tive a brilhante idéia de recorrer ao Google atrás de dicas para cuidar melhor do meu cabelo. Foi assim que conheci o Mundo dos Blogs! E olha, as dicas que encontrei neles me ajudaram muito. Gente, neste ponto preciso dar uma pausa e dizer uma coisa: Obrigada Jú Lopes (do blog Juro Valendo). A Jú é uma linda que tem um blog mara com muitas dicas salvadoras de cabelos, eu sempre estou por lá.

Graças às dicas que encontrei nos blogs da vida, aprendi a cuidar muito melhor dos meus fios. Entendi a diferença e a necessidade de fazer não só a hidratação, mas também a nutrição e a reconstrução, comecei a usar protetor térmico ao secar os fios com secador e aprendi a lavar o cabelo com mais eficiência.

Hoje posso dizer que meu cabelo já melhorou em vários aspectos. As mudanças foram gradativas e lentas, mas aconteceram e é isso que importa. Hoje ele está mais ou menos assim:SAM_2988

– O frizz… é um tormento na minha vida! Ainda luto bravamente contra ele;

– Os fiozinhos novos nascendo (também chamados de baby hair), ainda estão em fase de crescimento e me chateiam muito, porque tem dias que eles estão terríveis;

– As pontas duplas estão aqui comigo, mas dá pra disfarçar bem;SAM_2983

– O ressecamento diminuiu bastante;

– Sobre o brilho posso dizer que estou bem contente, porque parece que ele tinha ido viajar pra bem longe e que agora voltou pra mim!

– Meu cabelo também está mais alinhado, comportado e suave ao toque (apesar de ainda haver dias em que ele está rebelde e teimoso);

– Quanto ao comprimento, o meu cabelo está com 73 cm, medido desde onde começam a nascer os fios, logo acima da testa até as pontinhas. Sendo que o meu desejo é deixá-lo crescer até cerca de 83 cm, para então cortá-lo e doá-lo.

Obs: Não tinha, e continuo não tendo, química nos fios.

Olha só, se eu não tivesse mudado os meus hábitos capilares, certamente já teria desistido da saga. Porque se com poucos meses de crescimento meus fios já estavam gritando por socorro, imaginem como estariam agora, após um ano e um mês de crescimento, com apenas um corte.

Enfim, posso dizer que estou contente com as mudanças positivas e que pretendo continuar cuidando dos meus fios, mesmo após eu cortá-los e doá-los. E você? Como tem cuidado dos seus cabelos? Está contente com eles? Não deixe de me contar!